Sem data para acontecer, SINTO RN anuncia aprovação de greve por tempo indeterminado

Por Josenilson RodriguesBusão de Natal

O título dessa matéria parece até uma piada, mas ontem (11/01) o Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Rio Grande do Norte (SINTRO/RN), aprovou por unanimidade nas assembleias que ocorreram na parte da manhã e tarde entre os rodoviários associados o indicativo de greve. 

Foto arquivo | Out/2020

Segundo o Jornal Novo Notícias, um dos primeiros veículos de comunicação a informar o fato, o principal motivo do indicativo de greve seria o reajuste salarial da categoria que está congelado há Dois anos e a volta do pagamento total do vale alimentação que é de R$315,00 e as empresas estão pagando somente R$180,00.

O edital de greve será publicado EM BREVE, ou seja, não existe uma data para inicio da greve. Uma vez que, o prazo para início da paralisação, de acordo com a lei federal 7.783, é de 72 horas, após publicação do indicativo em um jornal de grande circulação.

Enquanto a publicação do indicativo de greve não for divulgada, não tem como saber quando acontecerá a greve com operação da frota de emergência em 30%.

Uma greve vazia que desrespeita os trabalhadores rodoviários


Desde o ano de 2019 pouco antes da pandemia que começou em 2020, os trabalhadores do transporte coletivo por ônibus vêm esperando melhorias salariais e melhores condições de trabalho.

Porém, dia a pós dias muitos vem perdendo a esperança de dias melhores, vendo que o sindicato não está fazendo a sua parte com seriedade. Prova disso é o número de não associados que cresce cada vez mais.

Após o indicativo de greve ter sido aprovada sem uma data para a publicação do indicativo em um jornal de grande circulação como manda a lei federal é como um balde de água fria. A sensação que o SINTRO as vezes passa aos rodoviários é que eles estão usando o serviço constitucional como massa de manobra para interesses não coletivo da categoria.

Governo do RN garante isenção sobre o ICMS no valor do óleo Diesel


Como publicados dias atrás pelo o nosso site, o Governo do RN garantiu a isenção sobre o ICMS no valor do óleo Diesel. Segundo o governo estadual, hoje o valor da isenção equivale a R$ 1 milhão mês, segundo informou o secretário de Estado da Tributação, Carlos Eduardo Xavier. E, ao término da concessão, o repercute em R$ 12 milhões em imposto que o Estado deixa de recolher. 

Foto de: Pedro Carvalho

Tal economia vem com deveres do SETURN, o estado condicionou a renovação do benefício ao não aumento da tarifa e ao retorno da linha circular que serve à comunidade da UFRN de forma gratuita.

As condições foram prontamente atendidas pelos empresários. "Está fechado. A senhora pode contar conosco que este compromisso será cumprido", afirmou o presidente do Seturn (Sindicato das Empresas de Transporte Urbano do RN), Agnelo Candido.

SINTRO RN emite nota


Leia na integra a nota do SINTRO RN com relação a decisão de greve:

COMUNICADO

Em assembléia geral extraordinária do sindicato dos rodoviários do RN, os trabalhadores aprovaram por unanimidade nos dois turnos a deflagração da greve por tempo indeterminado.

A categoria tomou essa decisão devido se encontrar a 2 anos sem reajuste salarial e reindivica também pela volta do pagamento do vale alimentação de forma integral.

O processo encontra na justiça, no TRT em fase final de conciliação, porém as negociações não avançaram e os empresários se encontram intransigentes, e não apresentaram até o presente momento nenhuma proposta para a categoria.

Mesmo com isenção desde de 2020 no ISS e ICMS, e conseguindo por mais um ano a isenção no ICMS no diesel, valor que equivalente a 1 milhão mensal segundo dados do governo, os empresários não querem acordo.

Desta forma a única solução encontrada pela categoria foi a greve.

Nós notificaremos ao SETURN, STTU e a Prefeitura do Natal a decisão dos trabalhadores, e também comunicaremos nos próximos dias a população através de edital em jornal de grande circulação seguindo a lei de greve

SINTRO RN



2 comentários:

  1. As verdades que grandes jornais não falam e que todo rodoviário sabe. Prova maior disso foi a eleição para presidente do Sintro feito as escondidas sem anúncio prévio nem candidato adversário, essa sim foi a prova da canalhice de um desastre que está pra acontecer com a categoria.

    ResponderExcluir
  2. Um sindicato que aprova uma greve sem data de publicação do mesmo é algo bem fora do comum, pois sindicato que é sindicado vai atrás dos diretos da categoria. Como vimos recentemente a dos professores. Vale ressaltar que os rodoviários associados não sabem informar quanto em porcentagem o sintro está brigando e quando em porcentagem as empresas estão oferecendo. Isso é só mais um episódio de uma novela velha patrocinada pelo o seturn e prefeitura.

    ResponderExcluir