Um obrigado por um sonho realizado

6
789

Todos na vida são predestinados pelo o destino a desempenhar alguma atividade na vida, grande maioria já nasce com vocações que serão libertados com os passar dos anos e na maioria dos casos, a principal vocação é refletida em brincadeiras no período infantil.

Atualmente Josenilson Rodrigues gosta bastante do modelo urbano Marcopolo New Torino.

Para entender melhor esse post e seu principal propósito dividimos ela em tópicos que ressalta a história de um jovem que desde os 3 anos de idade já determinava seus objetivos profissionais o qual o chamou de sonho;

O nome dele é Josenilson Rodrigues e seu sonho… veja a seguir em sua história.

Biografia

O primeiro veículo do modelo New Torino que Josenilson dirigiu foi o 1532.

Foi na cidade de Jucurutú, segunda maior cidade da microrregião do Vale do Açu, porém culturalmente pertencente ao Seridó, região centro-sul do estado distante 233 km da capital estadual, Natal, que em 28 de Dezembro de 1992 nascia um menino chamado Josenilson Rodrigues da Rocha.

Com Dois anos de idade, após seu irmão vir ao mundo, seus pais criaram coragem para enfrentar o desafio da vida e tirar a sorte na capital Potiguar e vieram morar no bairro do Bom Pastor em busca de emprego.

Aos Três anos de idade, os pais de Josenilson Rodrigues viam que o menino nascido do interior tinha um comportamento de interesse aos ônibus que via pelas as antigas ruas da cidade do Natal.

Aos Cinco anos, seus pais se mudaram e passaram a morar no conjunto do Parque das Dunas, os ônibus que ali passavam eram da Transportes Guanabara. Pra um garoto tão pequeno havia-se muitas perguntas que seus pais não sabiam responder, maior exemplo deles é: Como o motorista de ônibus que fica lá na frente consegue abrir a porta traseira?

Bastante curioso, novas perguntas foram surgindo e como havia poucas respostas, eis que fortalecia ainda mais o amor pelo o ônibus, além de tentar descobrir as respostas para as suas perguntas, Josenilson admirava a profissão de motorista que antigamente, o mesmo saia de sua cadeira para mudar o destino frontal que era lonado.

Em poucos anos, passou a morar no conjunto El Dourado (Gramoré), lá que ele viu a linha 81 nascer. Viu ainda mais de perto os investimentos na frota por parte da Guanabara e foi em 1996 que o modelo Caio Alpha passa a rodar na empresa, com os pneus pintados com Quatro Triângulos e a pintura Amarela com o nome Azul dava ainda mais um charme ao veículo e eis que a admiração fortificou de vez.

A linha 81, assim como as linhas 01, 02 e 60 fizeram parte da infância de Josenilson Rodrigues quando passou a morar no Gramoré, mais precisamente no conjunto El Dourado.

Os detalhes do ônibus era o que mais chamava atenção, boa parte da frota Guanabara tinha um cano de escape alto externo que saia fumaça, quando criança, ficava agarrado na ultima fileira de bancos do veículo olhando a fumaça sair do cano a cada acelerada que o motorista dava no veículo. Parecia algo tão bobo, porém, pra aquela criança era mágico e sua imaginação ia longe, pois em casa, após ir a casa de seus tios na Cidade da Esperança ele fazia uso da linha 01, naquele tempo não tinha essa historia de 01 A ou B era só 01. E como era raro andar de ônibus ele acabou reproduzindo um em casa, pegando as cadeiras da sala, agrupando uma cadeira ao lado da outra e assim criando seu ônibus.

O mais legal era pegar o balde de roupa suja e fazer de volante e usar Duas taboas para fazer as portas. Os seus amigos de rua, achavam a brincadeira chata, por isso, sempre brincou sozinho quando a brincadeira era de ser motorista de ônibus.

O tempo passou e o menino começou a brincar no quintal de casa, humilde, seus pais não tinham dinheiro para comprar brinquedos, então se utilizava de sua imaginação para criar seus ônibus de brinquedos. Josenilson na maioria das vezes fazia uso embalagem de creme dental ou de bandeja de ovos para fazer seus ônibus. Como o material era de papelão ele brincando em cima de tapetes dentro de casa, no quintal seus ônibus eram pedaços de ripas de madeira.

Depois da creche, a sua primeira escola foi a Escola Municipal Professora Lurdes Goudeiro, no conjunto Gramorezinho. O amor pelo o ônibus não era tão explicito aos seus professores daquela escola, porém, o interesse maior de ir a instituição de ensino era fazer uso do ônibus da linha 81, cujo motorista transportava as crianças da comunidade até o Lourdes Goudeiro.

Em 2003 passou a morar no Alvorada IV e estudou na Escola Municipal Professora Dalva de Oliveira, começou a ler e escrever quando viu em uma lista telefônica, uma folha com todos as linhas e itinerários de ônibus de Natal e associou o nome que tinha no destino dos ônibus aos nomes que estavam naquela folha da lista telefônica. Foi aí que o ônibus ajudou na sua formação de alfabetização.

Nesta mesma época, Josenilson ganhou do seu padrinho dinheiro, pela a primeira vez pegou em dinheiro uma boa quantidade que lhe rendeu Três ônibus de brinquedos novinhos em folha. Ao montar sua frota, ele replicava as propagandas dos ônibus de verdade a sua frota de brinquedo. Os desenhos de Busdoor eram feitos à mão, com caneta e coleção de madeira. Foi aí que despertou o dom artístico para design gráfico.

Em 2004 passou a estudar a 5º Série (hoje 6º ano), porém não havia escola por perto e teve que estudar no Parque dos Coqueiros, era algo de 3Km a 4Km de distância da sua casa e todos os dias ele saia a pé de sua casa por volta das 05h45 para chegar a escola às 07h, normalmente chegava às 06h30 e no caminho se encontrava com muitos ônibus da Guanabara e a imaginação de um dia trabalhar nessa empresa só fortalecia.

Devido à distância e as condições, Josenilson não poderia fazer suas aulas de educação física que era à tarde. A escola em que estudava era um anexo da Escola Municipal Professora Terezinha Paulino de Lima e como não tinha estrutura para fazer essas aulas, as aulas de Educação Física eram feitas na escola matriz que também ficava no Parque dos Coqueiros.

Como as aulas eram às 13h e Josenilson chegava em casa às 12h30 mais ou menos, não havia tempo hábil de voltar para a escola. E ficar na escola sem almoçar para praticar uma atividade física era muito cruel para alguém que andava de 6 a 8km a pé.

Rodrigues também estava ruim em outras matérias e naquele ano acabou ficando reprovado e em 2005 teve que refazer a 5º série.

Seu pai trabalhava de pedreiro e não tinha um dinheirinho livre para lhe da para usar o transporte coletivo e novamente passou a ir para a escola a pé. O anexo do Terezinha foi fechado e os alunos foram alocados para a matriz. Como Josenilson chegava uns 30 a 45 minutos mais cedo que o horário programado, ele ficava na esquina da rua da escola com a Av. dos Expedicionários olhando a frota da Guanabara cujas as linhas 01, 70 e 77 passavam. Os ônibus sempre chamaram sua atenção, seja pelo o destino, seja pela a propaganda traseira, tinha um garoto a olhar o transporte que chegavam ou saiam do conjunto.

Foi aí que em um belo dia, uma professora de Geografia chamada Rosa, percebeu o amor de um menino aos ônibus de uma empresa. Natal tinha várias empresas de ônibus, mas só os ônibus da Guanabara chamava melhor sua atenção, todos percebiam a paz em que ficava a cada ônibus que passava.

Foi aí que essa professora resolver encorajar Josenilson a escrever uma carta para a Guanabara. E eis que a Guanabara de surpresa atendeu a carta do menino que no título dizia “Quando eu crescer, quero ser motorista da sua empresa” dizia Josenilson na carta enviada para o dono da Guanabara.

Em 2005, a Transportes Guanabara atende a carta de um aluno de uma escola municipal. Esse aluno foi o Josenilson Rodrigues. A empresa foi até sua escola conhecer melhor sua pessoa e as suas notas, bem como, foram para a sua casa para conhecer de perto a frota de ônibus de brinquedo e sua moradia. Essa foi a arte feita pela a empresa na época para ser veicular em um jornal local “Jornal de Hoje”.

O ano de 2005 foi muito especial para Josenilson Rodrigues, em 02 de Dezembro de 2005, Josenilson teve a oportunidade de conhecer a nova frota de ônibus da Transportes Guanabara, era o modelo Citmax, montados no chassi Mercedes-Benz OF-1722/59 os primeiros da empresa que na época era os melhores ônibus do mercado. Houve uma homenagem da empresa em um jornal local e Josenilson teve a oportunidade de conhecer os filhos do fundador da Transportes Guanabara.

Josenilson Rodrigues foi encorajado pela a empresa a estudar bastante para que um dia pudesse trabalhar na empresa de seus sonhos, já que o amor pelo o ônibus começava a atrapalhar nos estudos a empresa fez com ele estudasse bastante. Tanto que em 2007 passou a ensinar aulas de reforço em casa e 2008 passou a ser voluntário no Terezinha Paulino como professor de reforço aos sábados para alunos das turmas de 5 e 6 série com dificuldades em Matemática, Ciências e Português.

Em 2007 criou sua primeira página na internet e ganhou o nome de Josenilson Guanabara, o blog falava de tudo. Uma página de opinião sobre os fatos que acontecia na cidade e estado. No mesmo ano para o ano de 2008 conheceu outras pessoas que gostavam de ônibus e assim conheceu a palavra busólogo, até então, Rodrigues achava que era o único na face da terra que gostava de ônibus, já que muitas pessoas estranhavam essa paixão.

Em 2008 Josenilson cria o primeiro projeto virtual voltado ao mundo da busologia, o Play Bus RN. Era um site em uma plataforma gratuita a qual realizava notícias e publicações de fotos, pouco parecido com que é hoje o Busão de Natal, porém bastante amador.

Já começando a chegar ao terceiro lugar entre os sites de busólogos local, Josenilson Rodrigues recebe um “incentivo” bastante desagradável. Não deixou se abater por isso, apesar de ter ficado bastante triste e sem chão, porque o comentário negativo veio da pessoa que mais admirava na época.

Resolveu se aprimorar no que fazia e em 2010 criou o site Busão de Natal que evoluiu muito em um curto período de tempo e alcançou o primeiro lugar em audiência e prestigio entre os sites local de busólogos e o mais importante, conquistou o reconhecimento e desculpas da pessoa que lhe ofertou o “incentivou” no ano de 2009.

O ano de 2010 Josenilson Rodrigues começa a frequentar algumas garagens de ônibus e passa a conhecer a dinâmica das empresas. Pode conhecer a parte administrativa de algumas empresas e como os veículos recebem a manutenção para rodar no dia seguinte nas ruas.

Em 2011 Josenilson tenta tirar a reservista para ingressar no mercado de trabalho e não consegue. Por pouco não se tornou funcionário na Transportes Guanabara, mas como todas as empresas devem obedecer regras trabalhistas, a falta da documentação inviabilizou o sonho de trabalhar na Guanabara.

Neste mesmo ano, os pais de Josenilson se separam e Josenilson e seu irmão tiveram que manter a casa com a sua mãe que é do lar. Foi na dificuldade que Josenilson passou a fazer miniaturas de ônibus de papelão pra vender. A qualidade dessas miniaturas não é a de hoje. Quem comprava, não comprava porque achava bonito, comprava pra ajudar.

Em 2012 novamente Josenilson tenta tirar a reservista e com o documento em mãos foi tentar fazer o processo seletivo na Guanabara e como Deus é poderoso, ajudou Josenilson a participar de um processo seletivo que acontecia na mesma época em que Josenilson estava com o documento em mãos. E entre vários candidatos Josenilson consegue a vaga de Jovem Aprendiz.

Em 2014 já fazia parte do quadro de funcionários da empresa, deixando de ser Jovem Aprendiz para se tornar Auxiliar de Informações de Mercado.

No mesmo ano, Josenilson passou a realizar algumas palestrar sobre transporte urbano e mobilidade voltada ao transporte coletivo. Porém, sua grande especialidade é palestrar sobre o hobby da busologia e sua importância para a sociedade.

Em 16 de setembro de 2014, Josenilson tem a oportunidade de dirigir pela a primeira vez em sua vida. E acreditem, seu primeiro veículo foi um ônibus, um Caio Apache S21 Mercedes-Benz OF-1721 com 12 metros de comprimento. Na época, um dos instrutores da empresa fazia testes no pátio da empresa, quando Josenilson em seu fim de expediente passava próximo da pátio e foi convidado a dirigir, foi algo de 300 metros em linha reta, porém foi algo que fortificou o sentimento puro em se tornar motorista de ônibus, o seu sonho de criança.

Um dia importante para Josenilson Rodrigues. Ele ficou enrolando por algum tempo a ida ao DETRAN para tirar sua primeira habilitação. Após esse incentivo, não demorou muito para iniciar o processo e assim se tornar um motorista habilitado.

No mês seguinte, consegui dinheiro para iniciar sua formação junto a uma auto escola credenciada ao DETRAN/RN para tirar sua primeira habilitação. O processo foi bastante demorado, tanto nas aulas teóricas quanto na pratica. Mas foi 2015, que Josenilson recebia sua primeira habilitação, porém a categoria era AB provisória.

Após aguardar exatos Dois anos após ter recebido a habilitação, em 2017 inicia o processo para a troca de categoria e o processo de auto escola, testes e exames fizeram com que Josenilson fosse habilitado em 2018 na categoria AD.

Com muito esforço, buscou fazer os cursos da profissão para ter a oportunidade de realizar a escolinha promovida pela a empresa em que trabalha. O intuito da “escolinha” é aprimorar/treinar o candidato inexperiente, lhe dando conceitos fundamentais da operação do veículo e as bases necessárias para a realização de uma boa condução segura e econômica.

Foto feito pelo o amigo Rossano Valera no terminal do Parque dos Coqueiros, quando começaram a rodar veículos de modelo Apache Vip II. Não fazia Duas semanas que eles começaram a rodar.

Com tudo dentro dos conformes, em primeiro de Outubro de 2018 Josenilson é promovido a motorista manobreiro. E o sonho de criança finalmente realizado. É uma sorte pra poucos, sonhar desde os 3 anos de idade à trabalha como motorista na empresa querida de infância. E quando cresce, consegue tudo exatamente conforme o planejado.

Incentivo e Desincentivo

Por onde você for, sempre vai ter alguém a lhe incentivar como também terá alguém para lhe gerar um desincentivo. Mais ouça seu coração e preste atenção na razão para seguir em frente sem pisar em ninguém.
Só assim seus degraus serão firmes para alcançar cada vez mais as nuvens onde estão seus sonhos. Colha os bons conselhos e os ruins, absorva o necessário, pois toda crítica tem algo oculto de bom que nos faz crescer e ficar mais forte.

O obrigado em Busdoor

A empresa Rota Mídia responsável por veicular as campanhas nas traseiras dos ônibus da Guanabara adorou a iniciativa de Josenilson Rodrigues e resolveu lhe presentear com mais um ônibus.

A ideia é agradecer a todos os profissionais da educação sendo eles: professor, educador e instrutor que fizeram com que eu pudesse ter conhecimento para a realização do meu sonho.

Com o sonho de criança realizado, não custa nada homenagear aqueles se serviram de base para a minha formação profissional. Então, minha homenagem foi na coisa que mais gosto, de ônibus.

A empresa Affiche Mídia parceira do site Busão de Natal e responsável por veicular as campanhas nas traseiras dos ônibus da Reunidas e Santa Maria adorou a iniciativa de Josenilson Rodrigues e resolveu lhe presentear com mais um ônibus. A equipe Affiche Mídia abraçou a causa e não mediram esforços para atender as necessidades de gratidão do jovem Rodrigues.

A mensagem que quero passar na arte do Busdoor é de um cara realizado, relembrando da criança que já foi e que sonhava em se tornar motorista de ônibus. Espero que eles possam ver se sentir amados assim como amo a minha nova profissão. Motorista!

6 COMENTÁRIOS

    • Olá Jhonattan Cavalcanti,
      Que Deus nos abençoe abundantemente. Fico feliz que minha história lhe serviu como inspiração. Muito obrigado pela a consideração.

      Ass,
      Josenilson Rodrigues

  1. Amigo fico inspirado com sua história…e conhecidentemente e tenho esse sonho de conquistar minha Habilitação da categoria D e entrar nessa profissão tão desafiante e importante para sociedade…parabéns josenilson Rodrigues

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here